WordPress e Seo

Antes de começar a ler este artigo, gostaria de lhe dizer que as recomendações em baixo não lhe irão trazer milhares de visitantes para o seu site criado em WordPress de um dia para o outro.

Todos os chamados “truques” nunca irão trazer-lhe visitantes durante muito tempo.

Por serem truques, mais tarde ou mais cedo o Google vai notar e penalizar os sites que os utilizam.

O grande segredo é dar às pessoas o que elas procuram e muito trabalho.

O melhor é criar conteúdos únicos e de qualidade e único, publique artigos com frequência para criar uma audiência/público fiel.

Vamos começar.

Optimização do Título

A tag de título <title> informa os visitantes e os motores de pesquisa qual o tema de uma determinada página.

Crie sempre um título único para cada página do seu site e que seja atractivo e com uma chamada para a atenção do visitante.

O Google mostra títulos com um limite de 50 a 60 caracteres.

Mas o verdadeiro limite são 600 pixeis de largura.

Tente ser criativo em apenas 60 caracteres ou 600 pixeis.

Tenha cuidado para não ultrapassar esse limite, pois quando isso acontece o Google coloca reticências (…) e com isso você perde a eficácia de seu título.

Coloque o nome da sua marca no final do título, assim estará dar exposição e a fortalecer a sua marca.

O ideal é colocar a palavra chave primeiro e depois a sua marca.

Exemplo para este artigo: Seo Para WordPress | Unidi Marketing Digital

Recomendações Para as Meta Tags do Título

  • Descreva com precisão o conteúdo da página
  • Escolha um título que efetivamente comunique o assunto da página.
  • Crie tags de título únicas para cada página – Idealmente, cada uma de suas páginas deve ter uma tag de título única, o que ajuda ao Google a decidir o quanto uma página é distinta das
    outras em seu site.
  • Utilize títulos descritivos e curtos – Títulos podem ser curtos e informativos ao mesmo tempo. Se o título for demasiado longo, o Google irá mostrar apenas uma parte e cortar o restante adicionado reticências.

Optimização da Descrição

Preencha sempre a meta tag de descrição.

A meta tag de descrição <meta name=”description”> dá ao Google e outros motores de pesquisa um resumo do assunto dessa página.

Se o título da página consiste numa palavra ou frase, a meta tag de descrição poderia ser uma frase ou duas ou até mesmo um breve parágrafo.

A Search Console do Google tem uma secção de análise de conteúdo que informa se a meta tag de descrição estiver demasiado curta, longa ou duplicada demasiadas vezes (a mesma informação é também mostrada para tags de título).

Meta tags de descrição são muito importantes porque o Google talvez as utilize como descrição de suas páginas (os “snippets”).

Dizemos “talvez”, pois o Google pode optar por utilizar um excerto relevante de texto visível da sua página caso ele represente melhor a pesquisa do visitante.

As meta tags de descrição devem de ser únicas para cada uma de suas páginas.

Recomendações Para Meta Tags de Descrição

  • Resumir com precisão o conteúdo da página – Escreva uma descrição única que informe e desperte interesse de seus visitantes se eles vissem essa descrição como um snippet de um resultado de pesquisa.
  • Utilize descrições únicas para cada página – Ter uma descrição diferente para cada página ajunda tanto os visitantes quanto o Google, especialmente nas pesquisas onde os visitantes podem requisitar várias páginas do seu site (por exemplo, pesquisas usando o operador [site:]

Se seu site tem milhares de páginas, provavelmente não será viável criar meta tags de descrição à mão.

Neste caso, você poderá optar por gerar automaticamente meta tags de descrição baseadas no conteúdo de cada página.

O limite de caracteres que no caso da descrição é de cerca de 300 caracteres.

Optimização dos Cabeçalhos ou Headings

Os cabeçalhos ou headings, caso você não conheça são as tags, H1, H2, H3 etc…

São muito importantes na estrutura de um site ou blog, foram criadas para organizar e destacar as várias partes/secções dos conteúdo/páginas, mas nem sempre são usadas de forma correta para fornecer uma boa experiência ao visitante na hora da leitura.

Recomendações Para Os Cabeçalhos

  • O cabeçalho <h1> é para fazer um resumo do que o visitante vai encontrar no texto e deve de ser utilizada apenas uma vez em cada página.
  • O cabeçalho <h2> é para fazer um resumo do que o visitante vai encontrar numa determinada secção do texto/página
  • Os restantes cabeçalhos obedecem à mesma filosofia e hierarquia.

Atenção:

  • Cada página deve conter apenas um <h1> e não se esqueça de uma coisa muito importante, respeite sempre a hierarquia da tag de cabeçalho.
  • Você pode usar dois ou mais <H2>, <H3>, <H4>… Mas respeite sempre a hierarquia natural, depois de um <H2> vem <H3> não <H4>, etc
  • A tag <h1> deve de ser sempre usada apenas para o título da página.
  • Alguns templates/temas do wordpress utilizam o cabeçalho <h1> no logo, vai ser sempre preciso fazer a alteração caso isso aconteça.

URL´s Amigáveis

O que é uma URL Amigável?

São as URL´s de fácil compreensão para o visitante e também para os motores de pesquisa, assim que você vir uma já sabe o que se trata a página.

O WordPress por defeito cria a seguinte URL para a página, exemplo – www.unidi.pt/?p=123 – você dificilmente consegue descobrir de que se trata essa página.

Quando fazemos a alteração para URL´s amigáveis – (www.unidi.pt/seo-para-wordpress), já consegue perceber o que se trata a página.

Recomendamos a seguinte configuração para as páginas e artigos no WordPress “%postname%” na estrutura personalizada.

Vá até ao painel de controlo do seu site Menu Lado Direito » Opções » Ligações Permanentes » Escolha a Opção – Nome do Artigo » Clique no Botão Guardar Alterações

Atenção:

  • Se o seu site já existia à algum tempo (mais de 1 mês) antes de fazer esta alteração, vai precisar de fazer o redireccionamento das URL´s antigas para as novas URL´s. Se não fizer isso você vai perder toda a reputação e relevância das páginas antigas. Nós explicamos como fazer isto mais à frente em Redireccionamento 301.

Plugins Para Seo no WordPress

Antes de começarmos a falar de plugins, vamos fazer um alerta.

Não utilize muitos plugins ou plugins desnecessários, muitas vezes algumas linhas de código podem resolver a situação/necessidade.

Muitos plugins ativos vão tornar o seu site muito pesado e lento. o Google penaliza sites lentos.

Recomendações Para Plugins de Seo

Nós apenas recomendamos um plugin para seo – Yoast Seo.

É o único plugin para Seo em WordPress que necessita.

Vá até ao painel de controlo do seu site Menu Lado Direito » Plugins » Adicionar Plugin » Na Caixa de Pesquisa do Canto Superior Direito Escreva – Yoast Seo

Na caixa do primeiro resultado – Yoast Seo – Clique Em Instalar Agorar » Ativar

Clique Aqui para ler um artigo detalhado com ajuda para configurar o plugin Yoast Seo com as definições certas.

Robot.txt

O que é robots.txt?

É um ficheiro .txt (bloco de notas), que funciona como a porta de entrada do seu site para os robots dos motores de busca.

Neste ficheiro você vai definir quais as pastas e ficheiros do site o robot tem permissão para aceder e indexar.

User-agent

A função do comando user-agent define quais as regras a seguir pelos diferentes robots.

Você poderá bloquear apenas certos robots de certos motores de busca ou ferramentas de indexação e análise.

Recomendamos que bloquei 2 parâmetros para evitar conteúdos duplicados.

As tags e os resultados da pesquisa no seu site.

Tags

Quando cria um artigo você poderá colocar algumas tags que identificam aquele tópico.

Vai estar a facilitar a navegação do visitante ou também colocam na sidebar aquelas nuvens de tags.

O Google indexa todas as tags elas e acaba gerando conteúdo duplicado.

Pesquisa no Site

Quando o visitante faz uma pesquisa sobre um tópico no seu site, a URL gerada pela pesquisa será indexada e assim duplicando todas as url´s dos resultados da pesquisa.

Configurações Recomendados Para o robots.txt

User-agent:
Disallow: /tag/
Disallow: /tags/
# qualquer endereco que contenha, [busca interna] ?
Disallow: /*?*

Mapa do Site ou Sitemaps

Os sitemaps são uma forma de informar os motores de busca como o Google sobre páginas e artigos do seu site para que estes as possam indexar.

Um sitemap de XML é uma lista das páginas e artigos do seu site.

Criar e submeter um sitemap nas consolas dos motores de busca ajuda a garantir que o Google tenha conhecimento de todas as páginas do seu site para que estas sejam indexadas e mostradas nas pesquisas dos utilizadores.

Também é possível usar sitemaps para fornecer metadados ao Google sobre tipos específicos de conteúdo no seu site, incluindo vídeos, imagens, dispositivos móveis e notícias.

Por exemplo, uma entrada de Sitemap de vídeo pode especificar o tempo de execução, a categoria e o status “indicado para menores” de um vídeo.

Uma entrada de Sitemap de imagem pode fornecer informações sobre o assunto, o tipo e a licença de uma imagem.

Você pode também usar um Sitemap para fornecer informações adicionais sobre o seu site, como a data da última atualização e a frequência com que você espera que a página seja alterada.

Recomendamos que você use um sitemap diferente para enviar informações do Google Notícias.

Os Sitemaps são recomendados para todos os sites, mas prinmcipalmente se:

O seu site tiver conteúdo dinâmico

  • O seu site tiver páginas que não podem ser facilmente encontradas
    pelo Googlebot durante o processo de rastreamento, como por
    exemplo páginas com conteúdo AJAX ou imagens.
  • O seu site for novo e tiver poucos links de outros sites. Como o
    Googlebot rastreia a internet seguindo os links de uma página para a
    outra, se o seu site não tiver muitos links de outros sites, será difícil ser descoberto e indexado.
  • O seu site tem um grande número de páginas ou artigos de conteúdo que não interligadas entre si.

Clique Aqui para ler um artigo detalhado com ajuda para configurar um sitemap com a ajuda do plugin Yoast Seo.

Redirecionamentos 301 ou 301 Redirects

O código 301 indica que uma página ou artigo foi “movido permanentemente”, ou seja,
ela foi renomeada ou movida para um novo local de forma definitiva.

Em seguida mostramos a aplicação do redirecionamento para as linguagens do wordpress utilizando o ficheiro htaccess.

Redirecionamento 301 Com .htaccess

Redireccionamento de Uma Página Antiga Para Uma Nova Página

redirect 301 /pagina-antiga.html http://www.oseusite.pt/nova-pagina.html

Redirecionando Um domínio Antigo Para Um Novo Domínio

Quando mudamos o nome do domínio do nosso site, precisamos de fazer um redirecionamento para não perder nenhum link antigo, nenhum visitante que acesse o site antigo ou o principal, nem a credibilidade e reputação perante os motores de busca como o Google.

Options +FollowSymLinks
RewriteEngine on
RewriteRule (.*) http://www.oseusite.pt/$1 [R=301,L] Mude o “www.oseusite.pt” no código acima pelo novo nome do seu domínio.

O este ficheiro .htaccess deve ser colocado na pasta raiz do seu antigo domínio.

Redirecionamento Para Inserir Sempre WWW no Ínício do Seu Domínio na Barra das URL´s dos Motores de Busca

A não utilização do redireccionamento do dominio sem www para o domínio com www, ou vice versa, leva a que os motores de busca considerem ambas as páginas como diferentes, indexando as duas e diluindo a reputação da página principal.

O que leva a que seja mais difícil aparecer nas primeiras posições do Google.

Options +FollowSymlinks
RewriteEngine on
rewritecond %{http_host} ^oseusite.pt [NC] rewriterule ^(.*)$ http://www.oseusite.pt/$1 [r=301,NC] Troque o “www.oseusite.pt” no código acima pelo nome do seu domínio.

O ficheiro .htaccess deve ser colocado no pasta raiz do seu site, ou seja, onde está localizado o seu arquivo index.